Corporate Venture Capital

Corporate Venture Capital: o que é e como é feito

Venture Capital
Compartilhar

Empresas que buscam alternativas estratégicas para expandir sua operação, criar novas linhas de receita e até mudar seu modelo de negócio, começaram a olhar para o Corporate Venture Capital

Esse é um investimento que começa a ganhar espaço no mundo corporativo devido ao grande número de startups criadas nos últimos anos, trazendo soluções que acrescentam ao portfólio de produtos de muitas empresas. 

E as rodadas de investimento nessas empresas têm movimentado valores cada vez mais altos, justamente pela sua atratividade de retorno no longo prazo

O que é Corporate Venture Capital

O Corporate Venture Capital, também conhecido pela sigla CVC, é uma opção de venture capital dentro de grandes empresas. É um investimento feito em participação societária de empresas, como startups, por organizações já estabelecidas no mercado. 

Oferta Thomas Edison

Nesse modelo, pode ser feita a compra de parte minoritária da empresa, quando não há participação na operação. O comando permanece nas mãos dos seus fundadores. 

O Corporate Venture Capital é uma estratégia paralela e complementar às fusões e aquisições. Enquanto a aquisição ou associação de empresas é focada em projetos de maturação mais curta e mais associados ao negócio principal da organização, o CVC olha para oportunidades em negócios adjacentes e novos.

Quando é feito o Corporate Venture Capital

A escolha por esse ativo segue quatro possíveis estratégias, de acordo com o relatório CVC Mining Report do Distrito

  • Condutora: o investimento é uma ferramenta prioritária para a estratégia de inovação e diversificação de negócios da empresa;
  • Emergente: investimento permite à empresa explorar o potencial de novos negócios;
  • Habilitadora: o investimento é uma ferramenta complementar à estratégia da empresa;
  • Passiva: o investimento é apenas uma ferramenta de retorno financeiro. 

Benefícios

Investir em um Corporate Venture Capital pode trazer benefícios consideráveis às empresas. Entre os principais, estão:

  • Proximidade com as novas inovações do mercado;
  • Acesso a novas tecnologias e modelos de negócio;
  • Rapidez na experimentação em novos mercados;
  • Aproveitamento de canais de distribuição;
  • Aquisição de talentos e tecnologias;
  • Internacionalização mais rápida, entre outros. 

Se interessou pelo assunto e quer aprender ainda mais sobre o mercado financeiro? Então fique por dentro de todos os conteúdos oferecidos pela Solum.ed

curso de investimentos alternativos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *